Warning: Parameter 3 to PlgContentGeekutility::_renderDisqus() expected to be a reference, value given in /home/wamy/www/wamy/plugins/content/geekutility/geekutility.php on line 252

Warning: Parameter 3 to PlgContentGeekutility::_renderFbcomment() expected to be a reference, value given in /home/wamy/www/wamy/plugins/content/geekutility/geekutility.php on line 252

Avaliação do Usuário

Estrela ativaEstrela ativaEstrela ativaEstrela ativaEstrela ativa
 

- Definitivamente, não existe uma afirmação maior e mais importante do que "La ilaha illa Allah" (não há divindade que mereça ser adorada senão Allah).

- É a afirmação da declaração de fé no Tawhid de Allah, que é a linha divisória entre Iman e kufr. Ela foi a convocação de todos os Mensageiros e Profetas anteriores.

- O próprio Allah atestou a importância desta afirmação no Alcorão.

Ele disse: "... e saibam que La ilaha illa Allah (não há outra divindade senão Allah, merecedora de adoração) ... " (49:19, 20:8, 3:18, 59:22-3)

Esta declaração é uma obrigação que se impõe ao descrente para que se torne um muçulmano e, na medida em que a pessoa que a pronuncia com toda a lealdade tem seus bens e vida protegidos neste mundo, também é uma obrigação para todo muçulmano que quiser entender o Din do Islam, para perceber seu significado, princípios, condições e seu lugar na vida.

A recordação de Allah (Dhikr Allah) é um dos mandamentos mais importantes de Deus. Este mandamento ordenado por Ele está em diversos versículos do Alcorão, principalmente depois da realização de importantes obrigações religiosas:

" ... Quando descerdes do monte Arafat, recordai-vos de Deus perante o Monumento Sagrado, e recordai-vos de como vos iluminou, ainda quano éreis, antes disso, dos extraviados." (2:198)

"Quando celebrardes os vossos ritos, recordai-vos de Deus como vos recordais dos vossos pais, ou com mais fervor." (2:200)

Ele também disse:

"... e observa a oração, para celebrar o Meu nome." (20:14)

A melhor maneira de recordar Deus é descrita no hadith do Mensageiro. Diz ele:

"... e a melhor (súplica) que eu e os outros profetas que foram enviados antes de mim proclamaram foi: Não há outra divindade senão Deus, Ele, o Único, e que não tem parceiros. A Ele pertence o domínio (de tudo) e para Ele são todos os Louvores e é Ele Quem tem poder total sobre todas as coisas." (la ilaha illla Allah, wah dahu la sharika lahu, lahul mulku wa lahul hamdu wa huwa 'alaa kulli shay'in Qadir)  (At-Tirmizi)

O Mensageiro de Deus também disse: "A melhor recordação de Deus é dizer "la ilaha illa Allah" (não há outra divindade merecedora de adoração senão Deus,)".

Todos estes pontos acima, esclarecem sobre a importância deste kalima, que tentaremos explicar com mais detalhes, a fim de que se possa alcançar uma compreensão mais clara.

O LUGAR DO "LA ILAHA ILLA ALLAH" NA VIDA DE UM MUÇULMANO

- Ele é pronunciado diariamente pelo muçulmano:

a) no chamamento para a oração;
b) no início das orações;
c) durante o tashahud;
d) durante as horas do dhikr, iso é, antes e depois das orações no final da noite e também de manhã cedo;
e) Deus enviou todos Seus mensageiros com este kalimah;
f) as pessoas serão questionadas a respeito disto e de suas obrigações;
g) quando as espadas dos muçulmanos forem sacadas pelo jihad;
h) a primeira pergunta que será feita no túmulo é sobre este kalimah;
i) ele é a chave para al-Jannah;
j) é o que os muçulmanos, com a missão de convocar, são ordenados a fazer, conforme estabelecido no hadith de Muadh, quando ele foi mandado para o Iêmen, para chamar as pessoas para o Islam. O Mensageiro de Deus disse: "Você está indo para encontrar o povo do Livro, portanto, a primeira coisa que deve dizer é a proclamação do "la ilaha illa Allah"... (Bukhari)

OS MÉRITOS DO KALIMAH (LA ILAHA ILLA ALLAH)

Abu Said al-Kudri disse que o Mensageiro de Deus disse:

"Moisés disse: 'Ó Senhor! Ensina-me alguma coisa com a qual eu possa me recordar de Vós e suplicar a Vós.' Ele (T)disse: Diga "La ilahla illa Allah", ó Moisés. Ele (Moisés) disse: 'Todos os Vossos servos dizem isto.' Ele (T) disse: "Se os sete Céus e aqueles que neles habitam além de Mim, e as sete Terras fossem colocados em um prato da balança  e o "La ilaha ill Allah" fosse colocado em outro, o "La ilaha illa Allah" pesaria muito mais." (Ibn Hiban e Hakim)

O Mensageiro de Deus disse:

"O melhor Dhikr (recordação) é 'La ilaha illa Alhah' (Não há outra divindade senão Allah, merecedora de adoração) ..."

O Mensageiro de Deus disse:

"Uma pessoa da minha ummah será chamada à presença de todas as criaturas no Dia do Juízo. Noventa e nove registros (de seus atos) serão revelados, cada um se estendendo até onde a vista alcança, e, então, ser-lhe-á perguntado: 'Você nega qualquer um desses atos?' Ele responderá: 'Não, meu Senhor'.  Em seguida, ser-lhe-á perguntado: 'Você tem alguma desculpa para eles, ou uma boa ação em contrapartida?' O homem, que estará aterrorizado, dirá: 'Não'. Ser-lhe-á dito: 'Sim, você praticou alguns bons atos. Nenhuma iniquidade recairá sobre você.' Então, ser-lhe-á mostrado um cartão, onde estará escrito: "La ilaha illa Allah, Muhammad Rasul Allah'. Ele perguntará: 'Ó Deus!, que cartão e que registros são esses?' Será dito a ele: 'Nenhuma injustiça recairá sobre você.' Os noventa e nove registros serão colocados em um prato da balança e o cartão no outro. O cartão pesará mais do que os registros." (At-Tirmizi e Al-Hakim)

Todos os méritos do Kalimah estão resumidos por Ibn Rajab, como se segue:

- Al-Jannah será a recompensa;
- pronunciá-lo antes de morrer determinará que a pessoa seja admitida no Paraíso (jannah)
- é uma proteção contra o fogo do Inferno;
- é motivo para o muçulmano ser perdoado;
- é a melhor das boas ações;
- elimina os pecados;
- ultrapassa todas as barreiras, a fim de ser aceito por Deus, o Todo Poderoso;
- é uma declaração, cujo declarante será aceito por Deus;
- é a melhor proclamação proferida pelos profetas;
- é a melhor das ações e se multiplica em muitas ações boas;
- é uma proteção contra Satanás;
- é uma segurança contra a escuridão e punição dos túmulos e do Dia da Ressurreição;
- as oito portas do Paraíso se abrirão ao seu declarante;
- as pessoas que a pronunciarem certamente não sofrerão o fogo do Inferno, mesmo que tenham sido ali lançadas por causa da inobservância de suas obrigações.

Shaykh Saleh al-Fouzan
Resumido de um tratado feito pelo Dr. Saleh Al-Fouzan
publicado pela Masjid Al-Istiqaamah

Fonte: sbmrj.org.br