Warning: Parameter 3 to PlgContentGeekutility::_renderDisqus() expected to be a reference, value given in /home/wamy/www/wamy/plugins/content/geekutility/geekutility.php on line 252

Warning: Parameter 3 to PlgContentGeekutility::_renderFbcomment() expected to be a reference, value given in /home/wamy/www/wamy/plugins/content/geekutility/geekutility.php on line 252

Avaliação do Usuário

Estrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativa
 

OBS: No final do texto encontra-se um glossário com o significado alternativo aos contidos dentro dos parênteses dos termos árabes.

Em nome de Deus, o Clemente, o Misericordioso

Deus seja louvado, Senhor do Universo. Que a paz e as bênçãos estejam com Muhammad, o último dos profetas e mensageiros e sobre sua família e companheiros estimados.

O Hajj é uma das melhores formas de adoração e é uma dos atos mais sublimes e um dos maiores pilares do Islam, que Allah enviou através de Muhammad (saw). Sem o Hajj, a religião dos Seus servos é incompleta.

Uma forma de adoração só é aceitável se as seguintes condições são verdadeiras:

1. Que seja dedicada a Allah, com o anseio pela vida depois da morte. Não pode ser praticado com a intenção de ser visto pelos homens ou de receber ganhos materiais.

2. Quando o exemplo do Profeta, em palavras e atos, é seguido, o que só pode ser alcançado com o conhecimento da Sunnah.

Formas de Peregrinação

São três os tipos de Hajj: Tamattu', Ifraad e Qiran

Tamattu': O peregrino veste o Ihram para a Umrah somente durante os meses do Hajj, ou seja, quando ele chega a Meca, faz o Tawaf e Sa'i para Umrah. Em seguida, faz a barba  ou prende o cabelo. No dia do Tarwiya, que é o 8° do mês Dhul-Hijjah, ele veste seu Ihram somente para o Hajj e cumpre todo o seu ritual.

Ifraad: O peregrino veste o Ihram somente para o Hajj. Quando ele alcança Meca,  faz o Tawaf na chegada e o Sa'i no Hajj. Não faz a barba ou prende os cabelos, pois ele ainda não retirou o Ihram. Pelo contrário, ele permanece com  Ihram, mesmo depois de jogar as pedras em Jamrah Al-Aqaba, no dia do 'Eid. Ele pode adiar  Ele tem a permissão de adiar o Sa'i para o Hajj até depois de seu Tawaf.

Qiran: O peregrino veste o Ihram tanto para a Umrah como para o Hajj ou, então, veste o Ihram primeiro para a Umrah e, em seguida intenciona o Hajj antes do seu Tawaf pelo Hajj. As obrigações daquele que faz Ifraad são as mesmas que as daquele que faz o Qiran, sendo que este último deve sacrificar um animal ao passo que o primeiro não é obrigado. A melhor das três formas é oTamattu'. É a forma que o Profeta (saw) orientava seus seguidores. Mesmo que o peregrino intencione fazer o Qiran ou o Ifraad, ele tem a permissão de mudar suas intenções para o Tamattu', mesmo que tenha feito o Tawaf e o Sa'i.

Quando o profeta (saw) fez Tawaf e Sa'i com seus compenheiros, no ano da Peregrinação da Despedida, ele ordenou a todos aqueles que tinham sacrificado animais que mudassem suas intenções do Hajj para a intenção da Umrah, cortassem os cabelos e tirassem o Ihram até o Hajj. Ele disse "Se eu não tivesse trazido o animal para o sacrifício eu teria feito o que ordenei a vocês."

A Umrah

Se,  do ponto de vista ritual o peregrino quiser ficar puro para a Umrah, deve tirar sua roupa e banhar-se como faz após o ato sexual, se oportuno. Ele deve perfurmar sua cabeça e barba com o melhor óleo que puder encontrar. Não há mal se ficar alguma coisa depois do Ihram.

Banhar-se para o Ihram é Sunnah tanto para o homem como para a mulher, inclusive para as que estiverem menstruadas ou em período de resguardo pós-parto. Depois do banho e de se preparar, o peregrino, diferentemente da mulher menstruada ou de resguardo, faz a prece obrigatória se estiver na hora. De outro modo, ele intenciona fazendo as duas rak'ahs previstas na Sunnah, que são feitas cada vez que o Wudu é feito.

Quando terminar sua oração, ele deve dizer: "Eis-me aqui para a Umrah, eis-me aqui, ó Allah, eis-me aqui. Eis-me aqui, Vós não tendes parceiros. Eis-me aqui. Certamente que são Vossos todos os louvores, indulgências e soberania e Vós não tendes parceiro." (conhecido como o talbiyah).

O homem levanta sua voz ao dizer essas palavras e a mulher as diz de modo a que só a pessoa que estiver ao seu lado possa ouvi-las.

Aquele que estiver em Ihram deve dizer o talbiyah tanto quanto possível, principalmente quando os locais e os períodos mudam. Por exemplo, quando subindo ou descendo durante a viagem, ou quando o dia ou a noite se aproximam. Ele também deve suplicar a Allah por Sua satisfação, pelo Céu e buscar proteção na misericórdia de Allah contra o Inferno.

A pessoa deve dizer o talbiyah durante a Umrah, começando no momento em que coloca seu Ihram até começar o Tawaf (em torno da Caaba). Durante o Hajj, a pessoa deve dizer isto,  começando no momento em que veste seu Ihram até começar a jogar as pedras em Jamrah al-Aqabah, no dia da 'Eid.

Quando o peregrino entrar na Mesquita Sagrada, deve colocar  primeiro o pé direito e dizer: "Em nome de Allah e que a paz e as bênçãos estejam com o Mensageiro de Allah. Ó Allah, perdoe meus pecados e abra para mim as portas de Vossa misericórdia. Eu procuro refúgio em Allah, o Todo Poderoso, e em Seu Nobre Rosto e em Sua Eterna Soberania contra o amaldiçoado Satanás." Em seguida, ele se aproxima da Pedra Negra, toca-a com sua mão direita e a beija. Se isto não for possível, ele deve olhar a Pedra Negra de frente e apontar para ela. É melhor não empurrar, evitando machucar as pessoas ou ser machucado por elas.

Quando tocar a Pedra (ou apontá-la) o peregrino deve dizer o seguinte: "Em nome de Allah, Allah é o Maior (Bismillah, Allahu Akbar).  Ó Allah, com fé em Vós, crença em Vosso Livro, lealdade a Vós, submissão ao caminho de Vosso Profeta Muhammad (s.a.w.)"

O peregrino deve caminhar tendo a Caaba à sua esquerda. Quando alcançar o Rukn al-Yamani (o Canto Yamani), deve tocá-lo (se conseguir) mas não beijá-lo, e dizer: "Nosso Senhor, concedei-nos o bem nesta vida e o bem na outra e livrai-nos da punição do Inferno. Ó Allah, imploro por Vosso perdão e saúde nesta vida e na outra."

Cada vez que ele passar pela Pedra Negra, deve dizer: "Allah é o Maior (Allahu Akbar)."

Durante o restante de seu Tawaf, ele pode dizer as súplicas que lhe derem prazer, fazer a recordação de Allah e recitar o Alcorão. Isto porque o Tawaf, Sa'i e as pedras de Jamrah foram ordenadas com o propósito da recordação de Allah.

Durante o Tawaf, é necessário que o homem faça duas coisas:

1 - Al-Idhtebaa': É feito desde o início do Tawaf até o final. Al-Idhtebaa' significa colocar a metade superior da vestimenta (rida') sob o braço direito e jogando a parte final sobre o ombro esquerdo. Quando terminar de fazer o Tawaf, ele pode trazer a parte superior da vestimenta (rida') para o estado original, porque o Idhtebaa' é só durante o Tawaf; e

2 - Ar-Raml durante as três primeiras voltas: Ar-Raml significa apressar o caminho com pequenas passadas. Nas quatro últimas voltas, o peregrino deve caminhar em passo normal.

Assim que completar as sete voltas do Tawaf, ele se aproxima de Maqam Ibrahim e recita: "Adotai a estância de Abraão como um local de Oração" (2:125)

Ele reza duas pequenas raka'ahs, o mais próximo possível, atrás do Maqam Ibrahim, Durante a primeira raka'at, ele recita a surata al-Kafirun (capítulo 109) e durante a segunda, a surata al-Ikhlas (capítulo 112).

Quando completar as duas raka'as, ele retorna à Pedra Negra e a toca, se possível. Ele sai do local de Sa'i (a mas'aa) e quando se aproximar de As-Safa, recita: "Em verdade, As-Safaa e Al-Marwah estão entre os rituais sagrados de Allah." (2:158)

Ele sobe As-Safaa até que seja capaz de ver a Caaba. De frente para ela e levantando as mãos, ele louva a Allah e faz súplicas de sua preferência. O Profeta (s.a.w.) rezava assim: "Não há outra divindade senão Allah somente" três vezes, fazendo suas súplicas entre cada etapa.

O peregrino desce As-Safaa e se dirige para Al-Marwah em passo normal até alcançar a marca verde. Então, ele prossegue rápido até a próxima marca verde. Daí ele continua em direção a Al-Marwah em passo normal. Quando a alcancar, ele desce, de frente para a Qibla, levanta as mãos e repete o que disse quando estava em As-Safaa. Ele desce Al-Marwah, olhando de frente As-Safaa e tomando cuidado para caminhar nos locais designados e apressar o passo quando tiver a orientação. O peregrino continua com este procedimento até que complete sete voltas. Ir de As-Safaa a al-Marwah corresopnde a uma volta e retornar a uma outra volta.

Durante seu Sa'i, ele pode fazer as súplicas que desejar, recitar o Alcorão e recordar Allah. Em complemento ao Sa'i, ele raspa a cabeça. A mulher deve aparar o cabelo no comprimento de um dedo.

Raspar é preferível, exceto quando o Hajj está perto e não há tempo suficiente para que ele cresça de novo. Neste caso, é melhor aparar o cabelo para que reste algum cabelo que será raspado durante o Hajj.

Com isto, completa-se a Umrah. Neste ponto, o peregrino pode vestir suas roupas comuns, perfumar-se e manter relações sexuais com seus cônjuges, etc.

O Hajj

Na manhã do oitavo dia do mês Dhul-Hijjah, o peregrino se purifica mais uma vez, banhanhdo-se como fez antes da 'Umrah, no lugar onde ele vai permanecer, se for conveniente. Ele coloca seu Ihram e diz: "Aqui estou para o Hajj. Aqui estou, ó Allah, aqui estou. Aqui estou. Vós não tendes parceiro. Aqui estou. Certamente são vossas todas as bênçãos e soberania e Vós não tendes parceiros". (Este é o Talbiyah).

Se recear que algo possa impedi-lo de completar o Hajj, ele deve apresentar uma condição quando intencionar, dizendo: "Se eu for impedido por qualquer obstáculo, o local do término será aquele em que eu parar." Se ele não tiver esse receio, não precisa firmar essa condição.

O peregrino vai a Mina e reza as 5 orações lá, encurtando as orações de 4 unidades para 2 unidades cada, sem juntá-las (por exemplo, rezar cada oração de 4 unidades como se fosse de 2 unidades, no tempo em que estão prescritas).

Quando o sol se levantar, ele segue para 'Arafah e reza Zur e Asr, juntas na hora do Zur, fazendo para cada uma 2 raka'ah. Se possível, deve tentar permanecer na mesquita de Namira até que o sol se ponha (caso contrário, pelo menos dentro dos limites de 'Arafah, e recordar Allah e fazer tantas súplicas quanto possível enquanto olha para a Qibla).

O Profeta (s.a.w.) rezava assim: "Não outra divindade que não seja Allah somente. Ele não tem parceiros. Toda a soberania e louvores são Seus e Ele tem o poder sobre todas as coisas."

Se o peregrino ficar cansado, é permitido que ele tenha conversas agradáveis com seus companheiros ou que leia livros benéficos, principalmente aqueles referentes à misericórdia de Allah e Suas bênçãos abundantes. Isto fortalecerá sua esperança em Allah.

Em seguida, ele retorna às suas súplicas e deve garantir que passe o fim do dia em súplicas porque a melhor das súplicas são as súplicas do dia de 'Arafah.

Ao por-do-sol, ele vai de 'Arafah para Muzdalifah e reza lá o Magrib, Isha e Fajr. Se ele estiver cansado ou tiver pouca água, é permitido juntar as orações do Magrib e Isha. Se ele achar que não chegará a Muzdalifah até depois da meia-noite, deve fazer a oração antes de chegar lá, porque não é permitido atrasar as orações até depois da meia-noite. Em Muzdalifah, ele permanece em súplicas e recordando Allah até um pouco antes do sol nascer.

Se, na manhã seguinte ele estiver cansado e não puder acompanhar a multidão durante o lançamento das pedras (Ar-Ramy) em Mina, é permitido que ele vá para Mina no fim da noite para jogar as pedras em Jamrah antes da chegada da multidão. Próximo ao nascer do sol, o peregrino vai de Muzdalifah para Mina. Assim que chegar lá, fará o seguinte:

a- atira 7 seixos consecutivamente em Jamrah Al-Aqaba, que é o monumento mais próximo de Meca, dizendo: "Allah é o Maior (Allahu Akbar)", enquanto atira as seixos.

b- sacrifica um animal, come dele e dá uma parte para os pobres. A matança é obrigatória em Mutamati e Qiran.

c- raspa ou apara o cabelo, sendo que é preferível raspar. A mulher apara o cabelo no comprimento de um dedo.

Essas três coisas devem ser feitas, de preferência, na ordem apresentada acima. Porém, não há restrição se uma preceder a outra.

Depois de cumpridas as etapas acima, é permitido sair de Ihram. O peregrino pode vestir suas roupas comuns e fazer tudo o que era lícito antes do Ihram, com exceção de relações sexuais com o cônjuge.

Ele vai a Meca para fazer o Tawaf e Sa'i. Faz parte da Sunnah usar perfume antes de seguir para Meca. Uma vez completados o Tawaf e Sa'i, o peregrino tem a permissão de fazer tudo o que era lícito antes do Ihram, inclusive relações sexuais com o cônjuge. Terminado o Tawaf e Sa'i, ele retorna a Mina para passar as noites do 11o. e 12o. dias lá.

Ele joga as pedras de Jamrah na tarde dos 11o. e 12o. dias. Ele começa com o primeiro Jamrah, que é o mais afastado de Meca, depois no meio e, finalmente, em Jamrah Al-Aqaba. Em cada uma das etapas serão atirados 7 seixos consecutivamente, acompanhado do Takbir (dizer Allahu Akbar). No primeiro Jamrah e no do meio, o peregrino pára para fazer suas súplicas olhando para a Qibla. Nesses dois dias, não é permitido atirar as pedras antes da noite. É melhor que o Jamrah seja alcançado a pé, mas a montaria é permitida.

Se ele estiver com pressa após lançar as pedras no 12o.dia, deixa Mina antes do por-do-sol. Mas, se ele preferir prolongar sua permanência, que é o melhor, então ela passará a noite do 13o. em Mina e lançará as pedras naquela noite da mesma modo que fez no dia anterior. Quando estiver pronto para retornar para seu país, ele faz o Tawaf al-Wadaa (Tawaf da Despedida), dando 7 voltas em torno da Caaba. As mulheres menstruadas e as que estiverem de resguardo não são obrigadas a fazer o Tawaf al-Wadaa.

A Visita a Medina

1. O peregrino pode ir a Medina antes ou depois do Hajj. A oração realizada lá é melhor do que mil orações em qualquer lugar do mundo, com exceção da Mesquita Sagrada de Meca (que equivale a cem mil orações).

2. Quando chegar à mesquita, ele faz duas raka'ahs de saudação (tahiyyah al-masjid) ou faz qualquer das orações obrigatórias que seja devida.

3. Ele vai ao túmulo do Profeta (s.a.w.), e diante dele diz: "Que a paz, a misericórdia e as bênçãos de Allah estejam com você, ó Profeta. Que Allah lhe conceda uma boa recompensa em favor de seu povo."

Ele dá um passo ou dois para a sua direita para se posicionar diante do túmulo de Abu Bakr, cumprimenta-o e diz "Que a paz, a misericórdia e as bênçãos de Allah estejam com você, ó Abu Bakr, Califa do Mensageiro de Allah. Que Allah esteja satisfeito com você e lhe conceda uma boa recompensa em favor do povo de Muhammad."

Em seguida, ele dá um ou dois passos para a sua direita e se posiciona diante do túmulo de 'Umar, cumprimenta-o e diz "Que a paz, a misericórdia e as bênçãos de Allah estejam com você, ó 'Umar, Comandante dos Crentes. Que Allah esteja satisfeito com você e lhe conceda uma boa recompensa em favor do povo de Muhammad."

4. Em estado de pureza, ele se dirige para a Mesquita Quba para rezar.

5. Depois, ele se dirige a Al-Baqee', para visitar o túmulo de 'Uthman (que Allah esteja satisfeito com ele). Ali, ele o cumprimenta, dizendo: Que a paz, a misericórdia e as bênçãos de Allah estejam com você, ó Osman, Comandante dos Crentes. Que Allah esteja satisfeito com você e lhe conceda uma boa recompensa em nome do povo de Muhammad." Ele cumprimenta qualquer outro muçulmano em Al-Baqee'.

6. Ele vai para Uhud e visita o túmulo de Hamzah (que Allah esteja satisfeito comele) e os outros mártires que lá estão. Ele os cumprimenta e suplica que Allah lhes conceda perdão, misericórdia e felicidade.

Nota

No Hajj ou Umrah, o muhrim é obrigado a:

1. Estar comprometido com as obrigações religiosas de Allah, tais como as orações em seu devido tempo (em congregação para os homens).

2. Evitar o que Allah proibiu, tal como obscenidade, iniquidade e desobediência. "Que abstenham-se da obscenidade, da maldade e das disputas durante o Hajj." (2:197)

3. Evitar ferir os muçulmanos com palavras ou atos dentro dos locais sagrados ou qualquer outro.

4. Evitar tudo o que é proibido quando em Ihram:

a) não provocar a perda de seus cabelos ou unhas. A picada de um espinho ou coisa assim não tem problema, mesmo que saia um pouco de sangue.

b) não se perfumar, ou suas roupas, ou sua comida, ou sua bebida, depois de entrar em estado de Ihram.

c) Não se lavar com sabonete perfumado. Não há mal naquilo que permanecer sob o efeito de perfume usado antes do Ihram.

d) Não tocar, beijar, etc. sua esposa com paixão ou, que é pior, ter relação sexual com ela.

e) Não propor casamento a uma mulher para si ou para os outros.

f) Não deve usar luvas embora não haja mal em enrolar as mãos na roupa. Esta regra vale tanto para mulheres como para  homens.

GLOSSÁRIO

Abaya’: espécie de casaco, manta de lã.
Abu Bakr: primeiro califa muçulmano.
Al-Baqee’: principal cemitério em Medina.
Al-Idhtebaa: colocar a metade superior da vestimenta (rida') sob o braço direito e a parte final sobre o ombro esquerdo durante o Tawaf.
Al-Ikhlas: capítulo 112 do Alcorão (Pureza da Fé).
Al-Kafirun: capítulo 109, do Alcorão (Aqueles que rejeitam a Fé).
Al-Marwah: o nome do colina onde o muçulmano começa o Sa'i.
Ar-Raml: caminhar rapidamente mas com passos pequenos durante os três primeiras voltas do Tawaf.
‘Arafah: a parada mais importante durante o Hajj, localizado além do santuário de Muzdalifah.
Ar-Ramy: apedrejar.
As-Safaa: nome da colina onde o muçulmano termina sua última volta do Sa'i.
‘Asr: oração da tarde.
Burqa’: um véu que cobre orosto como um Niqab.
Dhul-Hijja: o décimo segundo mês do calendário islâmico.
Dhuhr: aoração do meio-dia.
‘Eid: celebração para os muçulmanos.
Ezaar: a parte de baixo da roupa de Ihram.
Fajr: oração da manhã.
Hajj: peregrinação oficial a Meca.
Hamzah: um dos tios do Profeta que foi martirizado na batalha de Uhud.
Ifraad: forma isolada de Hajj.
Ihram: o estado cerimonial de fazer o Hajj ou as próprias roupas do Hajj.
Isha: oração da noite.
Jamrah: qualquer um dos três pilares que são apedrejados em Mina recebem esse nome.
Jamrah Al-Aqaba: o pilar mais próximo de Meca.
Ka’bah: a Casa de Allah na Sagrada Mesquita de Meca.
Magrib: a oração do crepúsculo.
Maqam Ibrahim: os degraus de apedrejamento da estância do Profeta Abraão.
Mas’aa: o espaço entre As-Safaa e Al-Marwah.
Masha’ir: santuários cerimoniais..
Mina: um vale perto de Meca que é um dos santuários cerimoniais.
Muhrim: uma pessoa em Ihram.
Mutamatti’: o peregrino que faz o Hajj Tamattu'.
Muzdalifah: um dos santuários cerimoniais do Hajj, entre Mina e Arafah.
Namira: mesquita emMina.
Niqab: um véu que cobre o rosto e revela só os olhos.
Qiran: o peregrino que faz o Hajj Qiran.
Qibla: a direção para onde os muçulmanos se voltam para rezar.
Qiraan: forma acompanhada de Hajj.
Quba: uma mesquita em Medina, costumava ficar nas cercanias da cidade.
Qur’an: Alcorão, o Livro de Allah.
Raka’ah: uma unidade completa da oração.
Rida’: a parte superior da roupa de Ihram.
Rukn Al-Yamani: o canto da Caaba virado para o Iêmen.
Sa’i: a caminhada feita entre As-Safaa and Al-Marwah.
Sunnah: o caminho do Profeta.
Surah: surata, capítulo do Alcorão.
Takbir: dizer "Allahu Akbar", Allah é o Maior.
Talbiat: a súplica feita pelo muçulmano assim que entra em Ihram e fez suas intenções.
Tamattu’: forma agradável de Hajj.
Tarwiyya: o oitavo dia do mês Dhul-Hijja.
Tawaf: as voltas em torno da Caaba.
Tawaf Al-lfadha: Tawaf para o Hajj.
Tawaf Al-Wadaa: Tawaf da despedida.
Uhud: o nome de um monte em Medina e local da batalha de mesmo nome.
Umar: o segundo califa muçulmano e primeiro Comandante dos Crentes.
Umrah-minor Hajj: a combinação de Tawaf e Sa'i.
Uthman: o terceiro califa muçulmano e segundo Comandante dos Crentes.
Wudu: ablução.

Por Shaikh Muhammad As-Salih Al-Uthaimeen

Fonte: sbmrj.org.br